Pular para o conteúdo

Novena a São João da Cruz

28 de novembro de 2012

Modo de rezar: inicia-se com (1) o ato de contrição, (2) a oração preparatória para todos os dias, depois (3) a oração própria do dia seguida de três Pai-Nossos e três Ave-Marias e (4) a oração final para todos os dias.

1. Ato de Contrição

Senhor meu Jesus Cristo, que quisestes tomar forma de servo e nascer de uma Virgem Puríssima, morrendo em uma cruz para livrar-me do pecado e do inferno, de acordo com vossa infinita caridade, tende piedade de mim, pobre pecador, que, oprimido com o peso de minhas culpas e confessando sua malicia, me arrependo delas, e me pesa do íntimo de meu coração de tê-las cometido, por ser ofensas a vossa bondade imensa, a quem amo sobre todas as coisas.

Proponho firmemente, com o auxilio de vossa graça, nunca mais pecar. Fazei Senhor, pelos méritos e intercessão de vosso fiel servo São João da Cruz, que não me renda às tentações do comum inimigo, antes bem me mantenha constante no propósito que faço de não ofender-vos mais, e assim consiga, com vossa graça, perseverar em vosso amor até o último instante de minha vida, para continuar amando-vos, bendizendo-vos e adorando-vos por toda a eternidade no céu. Amém.

2. Oração preparatória para todos os dias

Clementíssimo Deus, que por vossa imensa piedade quisestes que São João da Cruz fosse desde menino inclinado a todo gênero de virtudes, e com seu exercício alcançasse ser muito amado de Vós e de nossa Santíssima Mãe, comunicando-lhe muitas graças e singulares favores,

Vos suplico humildemente, por sua intercessão e merecimentos, que me concedais pureza de alma e corpo com as demais virtudes que este glorioso Santo praticou toda sua vida, a fim de que, imitando-lhe neste exercício, mereça, como ele, ser amparado por Vós e por vossa mãe Santíssima nesta vida pela graça, e depois estar para sempre em sua companhia na glória. Amém.

3. Orações próprias dos dias

Primeiro dia

Glorioso São João da Cruz, que desde vossa infância fostes terno amante de Maria Santíssima e da cruz de seu Santíssimo Filho,merecendo por este amor ser protetor singular das almas aflitas e desconsoladas:

Vos suplico, Pai meu, interponhais vossos rogos para com Mãe e Filho a fim de que me concedam viva fé, firme esperança, fervente caridade e terníssimo amor à cruz de meu Senhor, em cujo exercício viva e mora amparado sempre de sua graça, e também consiga, se me convém, o que peço nesta novena. Amém.

No final de cada dia rezar três Pai-Nossos e Ave-Marias, em reverência dos três singulares favores que Jesus Cristo e sua Santíssima Mãe lhe dispensaram, e depois se fará o pedido, concluindo com a oração final.

Segundo dia

Glorioso e excelso Pai meu, São João da Cruz, que, sendo ainda de poucos anos, crucificastes vosso corpo com muitos rigores e penitências, para assemelhar-vos no possível ao que por nosso amor padeceu na cruz:

Vos suplico, Pai meu amantíssimo, que intercedais com nosso Senhor Jesus Cristo para que me infunda espírito de penitência, a fim de que sofra por seu amor os trabalhos e dores que me enviar; e desta maneira, satisfazendo as inumeráveis ofensas que lhe tenho feito, e purificada minha alma com tão saudável exercício, mereça estar para sempre em vossa companhia na glória, e também alcance o que peço nesta novena, se me convém. Amém.

Terceiro dia

Amantíssimo Pai meu São João da Cruz, que por vossa continua oração merecestes o renome de doutor extático e luz especialíssima para governar as almas e faze-las adiantar no caminho da virtude:

Vos suplico humildemente que, como Pai e Diretor iluminado, ilumineis a minha com as luzes de vossa celestial doutrina, e a inclineis ao exercício santo da oração, com o qual, desprendida de todo o terreno, venha a amar só a Deus e as coisas do céu, e assim possa alcançar de Sua Divina Majestade perseverança no bem fazer, e também, se me convém a graça que peço nesta novena. Amém.

Quarto dia

Oh Pai meu amantíssimo São João da Cruz! Espelho de paciência e fortaleza, que para glória de Deus e bem de vossa reforma sofreste inumeráveis trabalhos e penalidades, gloriando-vos, como outro Paulo, nos opróbrios e contradições:

Vos suplico, Santo meu, me alcanceis de nosso bom Deus que sofra eu com paciência e igualdade de animo tudo o que me suceder adverso, a fim de que, padecendo minhas penas e amando aos que me as causem, pela glória de meu Senhor se purifique minha alma da escória de suas culpas e adiante nas virtudes, com cujo exercício mereça alcançar o premio prometido aos que padecem com fortaleza por Deus e sua glória, e também consiga, se me convém a graça que peço nesta novena. Amém.

Quinto dia

Glorioso Pai meu São João da Cruz, que pelo grande poder que vos concedeu o Senhor sobre os demônios, e pelos muitos que expelistes das almas e corpos, os chamavam o “Milagreiro”: vos suplico humildemente que exerciteis comigo essa mesma insigne caridade e comPaixão, alcançando me de Sua Divina Majestade me conceda vitória contra todas as tentações e sugestões com que me tente o infernal inimigo, não somente durante a vida, senão também na hora de minha morte; para que, vivendo e morrendo com esta celestial graça, consiga o prêmio que Deus tem preparado para os justos em seu Santíssimo Reino, e também alcance o favor que suplico nesta novena, se me convém. Amém.

Sexto dia

Glorioso Pai meu São João da Cruz, que por vossa pura e casta vida merecestes que Deus e sua mãe Santíssima vos concedessem a graça de reprimir os movimentos e desejos impuros dos que os olhassem, e por este meio e vosso grande espírito fizestes em muitas almas singulares conversões:

Vos suplico, Pai meu, que vos compadeceis de minha fraqueza nesta matéria, e me alcanceis de Deus, por meio de sua Santíssima Mãe, a virtude de uma castidade perfeita, para que, vivendo limpo de alma e corpo, possa algum dia gozar da glória eterna e consiga agora o que peço nesta novena, se me convém. Amém.

Sétimo dia

Bendito e glorioso Pai meu São João da Cruz, que por vossa insigne humildade merecestes ser chamado o “Mínimo Grande”, e por vossa excelsa sabedoria o “Doutor Místico e querúbico”, vos suplico, Pai amoroso, me alcanceis de Deus que seja eu humilde de coração, para que conhecendo minha baixeza e defeitos, me aparte das vaidades e honras mundanas e sofra resignado os desprezos que me fizerem; e assim, caminhando com a luz de vossa doutrina pela senda do nada, venha a possuir tudo em Deus, mediante sua divina graça, e também o que vos suplico nesta novena, se me convém. Amém.

Oitavo dia

Oh glorioso Pai meu São João da Cruz!

Com razão vos chamam Pai dos pobres, remédio de enfermos e consolador de aflitos; pois já quando vivias, e agora por vossas relíquias e imagens, fazei em todos mil maravilhas. Suplico-vos, Pai meu amoroso, que, tendo pena de minha dolências, useis comigo de vossa misericórdia e me alcanceis de Deus o remédio e consolo que necessito, para que, adorando a Sua Divina Majestade por este e os demais benefícios que me tem feito por vossa intercessão, juntamente lhe dê graças pelo particular favor que peço, e espero me concedas nesta novena, se me convém. Amém.

Nono dia

Amável e excelso Pai meu São João da Cruz, que, por imitar a nosso Divino Redentor, renunciastes até na morte os alívios e consolos, ainda que celestiais, e abraçastes os trabalhos e desprezos, por maiores que fossem, como se viu quando o Senhor vos disse: “João, que prêmio queres por teus trabalhos?”. E Vós, com generoso e soberano valor, lhe respondestes: ” Senhor, padecer e ser menosprezado por Vós”. O que foi tão do agrado de sua Divina Majestade, que vos concedeu morrer desprezado das criaturas, e penando na cruz com cinco chagas, mas honrado e animado com a presença do mesmo criador. vos suplico, Pai amantíssimo, me alcanceis do Senhor que vos imite durante minha vida, e na morte me aproveite dos méritos de sua Sagrada Paixão, e por ela me perdoe todos os meus pecados, e me conceda a perseverança final em sua graça, mediante a qual possa estar em vossa companhia por toda a eternidade na glória, e também o favor que peço nesta novena, se me convém. Amém.

4. Oração final para todos os dias

Onipotente Deus e Senhor, que ao bendito São João lhe concedestes ser amante fervoroso dos trabalhos, desprezos e cruz de vosso santíssimo Filho, e uma abnegação perfeita de suas Paixões e apetites, concedei-nos, Senhor, por seus méritos e rogos, que, imitando agora suas virtudes, mereçamos no céu ser companheiros de sua glória pelos séculos dos séculos. Amém.

From → Novenas

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: